Aba 1

Postado em 10 de Março de 2016 às 17h37

Acenm/CDL convida para manifesto contra corrupção

Acenm/CDL Na última quarta-feira (09), aconteceu no Sindicato Rural de Nova Mutum uma reunião sobre o manifesto contra corrupção. Estavam presentes representantes da Acenm, CDL, Sociedade Civil, Sindicato Rural,...

Na última quarta-feira (09), aconteceu no Sindicato Rural de Nova Mutum uma reunião sobre o manifesto contra corrupção. Estavam presentes representantes da Acenm, CDL, Sociedade Civil, Sindicato Rural, Aprosoja, Rotary, OAB, Prefeitura de Nova Mutum, Igreja Católica, Centro Acadêmico UNEMAT entre outros apoiadores do ato.

O manifesto acontecerá no próximo domingo, 13 de março, às 16h, no Ginásio Lauro Immich, simultaneamente diversas cidades do Brasil também viverão a manifestações contra a corrupção.

Em Nova Mutum está sendo preparada uma manifestação pacífica, sem cunho político partidário através de uma mobilização popular com o apoio de entidades da sociedade civil organizada.

Proposta contra a corrupção

No momento do manifesto a bandeira Nacional será hasteada e serão apresentadas as propostas da campanha “AS 10 MEDIDAS CONTRA A CORRUPÇÃO”, uma inciativa do Ministério Público Federal.
Dentre as dez medidas contra corrupção, podemos destacar: Prevenção à corrupção, transparência e proteção à fonte de informação; Criminalização do enriquecimento ilícito de agentes públicos; Prisão preventiva para evitar a dissipação do dinheiro desviado. Conheça as propostas na integra pelo link “AS 10 MEDIDAS CONTRA A CORRUPÇÃO”.

Posicionamento da Acenm/CDL - Corrupção temos que dar um basta

O presidente da Acenm, Jimmy Huppes, e o presidente da CDL, Hermínio Carli, se posicionam em nome do Centro Empresarial Mutuense, formado pela Acenm e CDL. Confira:
“Mais uma vez estamos vivenciando um momento de escândalos e corrupções, porem sabemos que isso não é novidade no Brasil, infelizmente essa podridão está enraizada em nossa história desse a época em que éramos uma simples colônia, mas dentre tantas que já vivenciamos essa parece ser a mais grave de todos os tempos e está na hora de darmos um basta nisso e para isso acontecer cada cidadão tem como dever lutar contra esse mal que abala todas as estruturas e em todas as esferas do âmbito nacional.” Afirmou Hermínio Carli, presidente da CDL.

O presidente da Acenm, Jimmy Huppes, também destacou: “A corrupção é um problema estruturante da sociedade brasileira, não restrita a algumas lideranças ou partidos. Quisera eu que fosse, pois seria muito mais simples para resolver. Por isso a importância de combater isto na raiz, através de iniciativas como a do Ministério Público Federal. Acredito que ações como as manifestações organizadas pela sociedade, sem manipulação de forças políticas ou sindicais, são oportunidades para despertar sentimentos de patriotismo e de consciência coletiva, que tem fundamental importância não apenas para superar esse momento, mas de garantirmos que isso não ocorra novamente no futuro."

A Associação Comercial e Empresarial e Câmara de Dirigentes Lojistas de Nova Mutum (Acenm/CDL) está participando da organização do ato e convida toda a classe empresarial e população do município a participar.

Os organizadores sugerem à população que compareça com camiseta verde ou amarela e que leve água para consumo próprio.
 

Veja também

Acenm/CDL se posiciona sobre a Operação Carne Fraca21/03/17 Em virtude da repercussão acerca da chamada Operação Carne Fraca, a Associação Comercial e Empresarial de Nova Mutum e Câmara de Dirigentes Lojistas, expressa sua opinião e lamenta a condução deste episódio. Acreditamos na conduta da indústria de alimentos de origem animal, BRF, com relação aos processos de......
Audiência pública sobre o polêmico Decreto 380 será realizada quarta na Assembleia17/02/16Membros da Câmara Setorial Temática decidiram que os impactos do decreto 380 devem ser discutidos antes de ir para votação. Classe empresarial está convocada a A audiência pública para analisar e propor medidas ao sistema tributário estadual será realizada na próxima quarta (24) na Assembleia Legislativa. Membros da Câmara Setorial Temática decidiram adiar a......
Mato-grossenses já pagaram em tributos o total arrecadado em todo o ano passado16/12/19 Para se ter uma ideia, em todo o ano passado, o estado recolheu o montante de R$ 34.580 bilhões Os mato-grossenses já pagaram em tributos, ou seja, em impostos, taxas, contribuições e até multas, o valor total arrecadado durante todo o ano de 2018 no......

Voltar para Notícias