Aba 1

Postado em 08 de Julho de 2016 às 17h29

Cinco aplicativos para te ajudar no controle do orçamento

Acenm/CDL “As pessoas que estão com as contas desequilibradas e dão início ao processo de planejamento demoram de seis meses a dois anos para trazê-las de volta para o controle”, explica a consultora de...

“As pessoas que estão com as contas desequilibradas e dão início ao processo de planejamento demoram de seis meses a dois anos para trazê-las de volta para o controle”, explica a consultora de investimentos da Órama, Sandra Blanco.

No entanto, segundo ela, ”uma vez que este primeiro objetivo é atingido, se torna mais fácil manter a disciplina e ter uma vida financeira em ordem”.

A fim de ajudar o investidor nessa batalha diária pelo equilíbrio nas finanças pessoais, os aplicativos têm ganhado muitos fãs. A gerente de marketing da Órama Cristiane Bellotti e o Blog Arena selecionaram cinco deles, todos disponíveis para iOS e Android. Acompanhe:

MyPush

O MyPush nasceu com objetivo de unir empresas e seu público interno e externo, conta o diretor de soluções mobile da desenvolvera Cedro Technologies, Paulo Ribas.

O aplicativo usado recentemente por fundos de pensão que desejam aproximar e engajar seus participantes é gratuito e possibilita que o usuário acompanhe o rendimento da sua previdência complementar, além de notícias e materiais especiais produzidos e enviados por sua fundação.

A multinacional Dow Chemical, por exemplo, aderiu a ferramenta e já ofereceu novas aplicações de investimentos aos seus 4 mil participantes por meio do app.

Guia Bolso

O aplicativo gratuito consolida o saldo do usuário em todos os bancos em que ele tem conta e cartões de crédito, mas não permite a consolidação de investimentos, só da poupança.

Cristiane, da Órama, diz que o GuiaBolso é fácil de usar e que aquele friozinho na barriga na hora de colocar a senha das contas bancárias passa depois de ler bastante sobre o assunto.

O app trabalha com metas e planejamento para cada item do seu dia a dia, como contas residenciais, compras, impostos e transporte.

“É possível cadastrar metas, mas com uma limitação de prazo máximo de dois anos, o que deixa os planos de longo prazo de fora”, detalha. “

A parte legal é que o aplicativo mostra quanto eu preciso guardar por mês para atingir meus objetivos e permite o acompanhamento dessa conquista”, completa.

Minhas Economias

O aplicativo que permite o login com o Facebook fica lento logo depois da fase de cadastro das informações principais, que é toda manual, avalia.

Ainda assim, o Minhas Economias permite que o usuário separe suas despesas, receitas e transferências por conta e categoria. O app também oferece um acompanhamento de metas e permite que seja determinada uma meta financeira anual até 2020.

Além disso, o aplicativo tem um gerenciador de sonhos, com alguns já pré-cadastrados como viagens e carros, informando quanto você precisa economizar por mês para conquistar aquele objetivo.

Mobills

Com cadastro que também pode ser feito pelas redes sociais, Cristiane considera o Mobills didático e bom para quem não tem muita familiaridade com as facilidades digitais, mas é preciso ser disciplinado e cadastrar tudo certinho, recomenda.

Nele, o usuário tem acesso a uma visão geral de suas finanças, como saldo acumulado da conta corrente, receitas, despesas e limites do cartão de crédito. Ela destaca como interessante os gráficos, com balanço mensal e despesas.

Gastos Diários

Cristiane, da Órama, indica ainda o Gastos Diários, em que não é preciso se cadastrar, mas dar acesso a imagens e informações do celular.

O app lista um resumo dos gastos do mês e diários, com possibilidade de filtros por cartão, dinheiro ou poupança. “Simples e objetivo, sem confundir o usuário”, diz.

A linguagem é direta e não é preciso um tutorial para entender o que deve ser feito. O aplicativo é gratuito, mas possui funcionalidades extras para assinantes pagos.

Na avaliação de Cristiane, o app faz muito bem seu papel mostrando o resultado dos seus gastos, não tem um design rebuscado, mas é bastante funcional.

Via Exame

Veja também

73% dos consumidores planejam ir às compras no Dia das Crianças; data deve movimentar R$ 10,3 bilhões no varejo, apontam CNDL/SPC Brasil11/10/19 Gasto médio previsto com presentes será de R$ 199. Oito em cada dez entrevistados esperam pagar produtos à vista e 77% pretendem pesquisar preços antes de comprar Última grande festa comemorativa antes do Natal, o Dia das Crianças não deve passar despercebido pelos brasileiros. Mesmo em meio a um cenário econômico desafiador, com alto índice de desemprego e renda achatada, 73% dos consumidores devem ir às compras......
Reinauguração: Loja Tendtudo agora é Florisbella15/05 O gerente administrativo da Acenm/CDL, Rodrigo Rigoni, representou a entidade no ato de reinauguração da loja Florisbella, realizado nesta sexta-feira (15). Localizada na Av. dos Canários, ao lado da agência dos Correios, a loja foi......
Normalizada inclusão de devedores com endereço em MT02/04/15 Foi sancionada pelo governador de Mato Grosso, Pedro Taques e publicada no Diário Oficial do Estado de Mato Grosso, nesta quarta-feira (01), a Lei 10.272, que corrige distorções e restabelece a normalidade no registro de devedores nos......

Voltar para Notícias