Aba 1

Postado em 08 de Julho de 2016 às 17h29

Cinco aplicativos para te ajudar no controle do orçamento

Acenm/CDL “As pessoas que estão com as contas desequilibradas e dão início ao processo de planejamento demoram de seis meses a dois anos para trazê-las de volta para o controle”, explica a consultora de...

“As pessoas que estão com as contas desequilibradas e dão início ao processo de planejamento demoram de seis meses a dois anos para trazê-las de volta para o controle”, explica a consultora de investimentos da Órama, Sandra Blanco.

No entanto, segundo ela, ”uma vez que este primeiro objetivo é atingido, se torna mais fácil manter a disciplina e ter uma vida financeira em ordem”.

A fim de ajudar o investidor nessa batalha diária pelo equilíbrio nas finanças pessoais, os aplicativos têm ganhado muitos fãs. A gerente de marketing da Órama Cristiane Bellotti e o Blog Arena selecionaram cinco deles, todos disponíveis para iOS e Android. Acompanhe:

MyPush

O MyPush nasceu com objetivo de unir empresas e seu público interno e externo, conta o diretor de soluções mobile da desenvolvera Cedro Technologies, Paulo Ribas.

O aplicativo usado recentemente por fundos de pensão que desejam aproximar e engajar seus participantes é gratuito e possibilita que o usuário acompanhe o rendimento da sua previdência complementar, além de notícias e materiais especiais produzidos e enviados por sua fundação.

A multinacional Dow Chemical, por exemplo, aderiu a ferramenta e já ofereceu novas aplicações de investimentos aos seus 4 mil participantes por meio do app.

Guia Bolso

O aplicativo gratuito consolida o saldo do usuário em todos os bancos em que ele tem conta e cartões de crédito, mas não permite a consolidação de investimentos, só da poupança.

Cristiane, da Órama, diz que o GuiaBolso é fácil de usar e que aquele friozinho na barriga na hora de colocar a senha das contas bancárias passa depois de ler bastante sobre o assunto.

O app trabalha com metas e planejamento para cada item do seu dia a dia, como contas residenciais, compras, impostos e transporte.

“É possível cadastrar metas, mas com uma limitação de prazo máximo de dois anos, o que deixa os planos de longo prazo de fora”, detalha. “

A parte legal é que o aplicativo mostra quanto eu preciso guardar por mês para atingir meus objetivos e permite o acompanhamento dessa conquista”, completa.

Minhas Economias

O aplicativo que permite o login com o Facebook fica lento logo depois da fase de cadastro das informações principais, que é toda manual, avalia.

Ainda assim, o Minhas Economias permite que o usuário separe suas despesas, receitas e transferências por conta e categoria. O app também oferece um acompanhamento de metas e permite que seja determinada uma meta financeira anual até 2020.

Além disso, o aplicativo tem um gerenciador de sonhos, com alguns já pré-cadastrados como viagens e carros, informando quanto você precisa economizar por mês para conquistar aquele objetivo.

Mobills

Com cadastro que também pode ser feito pelas redes sociais, Cristiane considera o Mobills didático e bom para quem não tem muita familiaridade com as facilidades digitais, mas é preciso ser disciplinado e cadastrar tudo certinho, recomenda.

Nele, o usuário tem acesso a uma visão geral de suas finanças, como saldo acumulado da conta corrente, receitas, despesas e limites do cartão de crédito. Ela destaca como interessante os gráficos, com balanço mensal e despesas.

Gastos Diários

Cristiane, da Órama, indica ainda o Gastos Diários, em que não é preciso se cadastrar, mas dar acesso a imagens e informações do celular.

O app lista um resumo dos gastos do mês e diários, com possibilidade de filtros por cartão, dinheiro ou poupança. “Simples e objetivo, sem confundir o usuário”, diz.

A linguagem é direta e não é preciso um tutorial para entender o que deve ser feito. O aplicativo é gratuito, mas possui funcionalidades extras para assinantes pagos.

Na avaliação de Cristiane, o app faz muito bem seu papel mostrando o resultado dos seus gastos, não tem um design rebuscado, mas é bastante funcional.

Via Exame

Veja também

Indústria de Mato Grosso registra pequeno crescimento, abaixo da média nacional16/12/19 Além de Mato Grosso, o estado do Rio de Janeiro também cresceu abaixo da média nacional (0,2%). Segundo pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) publicada semana passada, a indústria brasileira cresceu 0,8% em outubro de 2019, na comparação com o mês anterior. Houve incremento do setor em sete dos 15 locais pesquisados segundo Pesquisa Industrial Mensal Regional do IBGE. Mato......

Voltar para Notícias

Nós utilizamos Cookies para trazer uma experiência mais relevante nas suas navegações. Para saber mais acesse nossa Política de Privacidade.