Aba 1

Postado em 28 de Novembro de 2013 às 18h37

Comércio mutuense se prepara para o final de ano

O varejo já se prepara para o período de final de ano, e em Nova Mutum as ações para impulsionar as vendas já começaram.

Segundo lojistas locais, o movimento ainda é fraco neste final de novembro, mas a expectativa é de que as vendas aumentem com a injeção do 13º salário na economia e o movimento melhore principalmente a partir do dia 10 de dezembro. Para este levantamento, a Acenm/CDL fez uma sondagem com lojistas dos ramos de vestuário e calçados, brinquedos, joias e acessórios e móveis e eletro.

Mais otimista, o varejo de confecções espera em torno de 40% a mais nas vendas de dezembro – em relação aos períodos normais – e as panificadoras esperam de 15% a 20%.

Um dos fatores que promete movimentar a economia mutuense em dezembro é o pagamento antecipado dos salários e do décimo terceiro do funcionalismo público municipal. Conforme informações internas da prefeitura, os salários do mês 11 e o décimo terceiro serão pagos no dia 30 de novembro, e os salários do mês 12 serão antecipados para o dia 20 de dezembro, cinco dias antes do Natal. O Executivo ainda analisa a possibilidade de antecipar o pagamento das férias.

CAMPANHAS

Entre as ações para fomentar as vendas está a campanha Natal Premiado, realizada pela Acenm/CDL, que foi lançada no dia 13 de novembro e já conta com mais de 60 estabelecimentos participantes. A premiação, que inclui um Carro 0km, atinge o montante de R$ 78 mil.

Da parte do município, será instalada na Avenida Mutum a decoração e iluminação natalina para atrair e estimular a população. Com o tema “Nova Mutum – Cidade que Brilha”, a campanha terá ainda premiação para os comércios e residências melhor decorados. Os interessados devem consultar o regulamento e fazer a inscrição de seus imóveis de 1º a 18 de dezembro, na Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo.

NO BRASIL

Em nível nacional, o comércio espera o melhor Natal dos últimos dois anos, de acordo com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). Os principais fatores são a injeção de R$ 143 bilhões em função do décimo terceiro – um crescimento de 9,8% em relação ao ano de 2012, segundo dados do Dieese – e a inflação sob controle.

As vendas a prazo do varejo brasileiro na semana que antecede o Natal (18 a 24 de dezembro) devem acelerar em relação aos anos anteriores e crescer 5% na comparação com o ano de 2012. Nos anos anteriores, as expansões foram de 2,37% (2012), de 2,33% (2011) e de 10,89% (2010).

_________________________________
Assessoria de imprensa – Acenm/CDL
Folk – Comunicação Integrada
Tiago Franz – Jornalista 3621SC

Veja também

PARA 58% DOS EMPRESÁRIOS DE VAREJO E SERVIÇOS, 2017 SERÁ UM ANO MELHOR NA ECONOMIA19/01/17 Volume de vendas abaixo do esperado e aumento dos custos pioraram a situação das empresas no ano passado e 48% fizeram cortes no orçamento em 2016. Apesar do retrospecto ruim, um terço dos empresários pretende ampliar seus negócios em 2017. Uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela......
Palestra traz a Nova Mutum a “essência de viver bem nas cidades”23/11/16Renomado arquiteto paisagista Benedito Abbud, de São Paulo, falará das tendências internacionais do setor. Programação faz parte da Flor de Lótus Decor A primeira mostra de decoração de Nova Mutum – a Flor de Lótus Decor, que abriu no último sábado (19) e segue até 03 de dezembro com visitação todos os dias das 14h às 20h –......
Nome sujo: Entenda o que acontece quando você fica negativado17/08/20 Com o nome sujo, o consumidor têm mais dificuldade para conseguir créditos e pode até ter seu salário descontado; Entenda. Ficar com o nome sujo porque não consegue pagar as dívidas é um problema de muitos......

Voltar para Notícias