Aba 1

Postado em 22 de Fevereiro às 08h23

Empresas que estão há 10 anos sem atualizações na Jucemat poderão ser fechadas

Alertas e Comunicados (134)SEFAZ-MT (26)

Empresas que estão há 10 anos sem atualizações na Jucemat poderão ser fechadas

Os empresários que não fizeram qualquer tipo de atualização de informações de sua empresa nos últimos dez anos deverão comunicar a Junta Comercial de Mato Grosso (Jucemat) que desejam manter seu empreendimento em funcionamento.

Na ausência dessa comunicação, a empresa será considerada inativa e Jucemat fará o cancelamento do registro, com a perda automática da proteção ao nome empresarial e posteriormente fará comunicação do cancelamento às autoridades arrecadadoras no prazo de até dez dias, como estabelecido no artigo 60 da Lei Federal n° 8934/94.

A Junta Comercial alerta aos empresários que, em caso de não atendimento a esta normativa, a reativação da empresa obedecerá aos mesmos procedimentos requeridos para sua constituição.

"Várias empresas, mesmo com algumas alterações, demoram a atualizar seus registros, quer sejam endereços, capitais e outras informações. Então, conclamamos aos usuários empresários que atualizem suas informações, razão pela qual é importante fazer as atualizações", explica o presidente da Jucemat, Manoel Lourenço de Amorim.

Atualmente, existem cerca de 376.781 empresas cadastradas na Junta Comercial do Estado, destas, 13.065 não apresentam informações desde 2011. Em Cuiabá, o número é de 3.524 empresas que poderão ser fechadas.

Para que isso não aconteça, o empresário deve acessar a Rede Nacional para a Simplificação do Registro e Legalização de Empresas (Redesim) que tem facilitado os processos burocráticos.

Fonte: Jucemat

Veja também

Receita e PGFN prorrogam validade de certidões conjuntas15/07/20 A decisão da Receita e da PGFN de prorrogar a validade das certidões é devido ao cenário de pandemia em que o Brasil ainda se encontra. Foi publicado hoje no Diário oficial da União a decisão da Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB) e da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) de prorrogar por mais 30 dias o prazo de validade das Certidões......

Voltar para Notícias

Acesse o regulamento no anexo a seguir:

Nós utilizamos Cookies para trazer uma experiência mais relevante nas suas navegações. Para saber mais acesse nossa Política de Privacidade.