Aba 1

Postado em 27 de Outubro de 2020 às 08h18

Festas de fim de ano aumentam otimismo do empresário do comércio

Fomento (79)Economia e mercados (145)

No mês de outubro, o empresário do comércio em Cuiabá aumentou sua confiança em 8,2% sobre o mês anterior e chegou 120,1 pontos. O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), apurado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e divulgado pela Fecomércio-MT, segue em ritmo de recuperação - a quarta consecutiva - após registrar o pior resultado da pesquisa em junho, quando somou 73,9 pontos.

A melhora do indicador está relacionada, segundo o presidente da Fecomércio-MT, José Wenceslau de Souza Júnior, à proximidade das festas de fim de ano. "A melhora gradativa da pesquisa, mesmo no contexto da pandemia, reflete a boa expectativa que a classe empresarial tem com as datas festivas, como a Black Friday e o Natal", explicou Wenceslau.

O componente referente às condições atuais apresentou alta de 16,9% e chegou a 88,9 pontos. O indicador, contudo, ainda está 16,3% atrás do nível verificado em outubro de 2019, que registrava nível satisfatório no mesmo período do ano passado, com 106,2 pontos.

Para o subíndice que avalia a expectativa empresarial do comércio, o crescimento mensal foi de 5,9%, com 161 pontos, se aproximando do valor registrado no mesmo período de 2019, quando anotava 168,1 pontos. Das 181 empresas entrevistadas em Cuiabá, 86,9% delas indicam boa expectativa na economia e 90,4% têm boa expectativa para o setor a curto prazo.

O subíndice que monitora o investimento das empresas apresentou crescimento de 5,1% em outubro sobre o mês anterior, alcançando 110,3 pontos, e está apenas 1,5% abaixo do registrado em outubro de 2019, quando computava 112 pontos. Especificamente em relação à contratação de funcionários, 83,2% das empresas pretendem aumentar o quadro de funcionários.

Para suprir à demanda nas vendas de fim de ano, conforme dados da CNC, Mato Grosso deve ser o 12º estado da Federação com maior número de contratação de funcionários, com 1,3 mil novas vagas. No total, a entidade estima a contratação de 70,7 mil trabalhadores temporários para atender ao aumento sazonal das vendas, um recuo de 19,7% ante os 88,0 mil postos de trabalho temporário criados no ano passado.

Fonte: Fecomércio MT

Veja também

Apesar da pandemia, vendas e empregos aumentam em Nova Mutum01/04 Relatório econômico de fevereiro divulgado pela Acenm/CDL aponta ainda alta nos registros de inadimplentes NOVA MUTUM, MATO GROSSO: Nova Mutum registrou saldo positivo de 324 novos postos de trabalho em fevereiro. Foram 985 admissões contra 661 desligamentos, conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O saldo foi fortemente impulsionado pela indústria......
Saque-aniversário do FGTS pode alavancar R$ 100 bi em crédito11/03/20 Trabalhadores da iniciativa privada poderão antecipar os valores do saque-aniversário do FGTS com crédito mais barato. O secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, disse que até......

Voltar para Notícias

Nós utilizamos Cookies para trazer uma experiência mais relevante nas suas navegações. Para saber mais acesse nossa Política de Privacidade.