Aba 1

Postado em 12 de Novembro de 2019 às 08h21

Mato Grosso fica na 9ª posição no Ranking de Competitividade dos Estados

Mato Grosso também apresenta grandes desafios tendo baixa capacidade de investimento

Mato Grosso ficou em nono lugar na edição 2019 do Ranking de Competitividade dos Estados, que avalia em todo o Brasil, a gestão pública desenvolvida pelo CLP - Liderança Pública com o intuito de prover diagnósticos sobre destaques e desafios enfrentados por áreas essenciais da administração pública.

Apesar da crise, o estado de Mato Grosso destacou-se no pilar de Eficiência da Máquina Pública. A performance nos pilares de Educação e Infraestrutura também teve melhora. Desafios existem nas áreas de Sustentabilidade Ambiental e Solidez Fiscal.

Em relação ao pilar de Eficiência da Máquina Pública, o Estado ocupou a sexta posição. Vale notar que Mato Grosso vem melhorando constantemente nesse pilar desde 2015 quando ocupava a 14° posição.

Nos pilares de Educação e Infraestrutura também apresenta melhora perene desde 2015. No primeiro, o Estado está 6 posições acima do que estava em 2015. Já em Infraestrutura, Mato Grosso está 13 posições acima do que estava em 2015.

No pilar Sustentabilidade Ambiental, o Estado tem performado mal desde 2015 nunca tendo ficado acima da 20° posição nesse pilar (esse ano ficou na 22° posição). Analisando mais profundamente a questão, notamos que Mato Grosso é um dos estados que mais emitem CO2 no país além de apresentar baixa qualidade de serviços urbanos, como coleta de materiais especiais e limpeza urbana.

Por fim, em termos fiscais, Mato Grosso também apresenta grandes desafios tendo baixa capacidade de investimento, resultado primário negativo além de alocar grande parcela das receitas estaduais para custear despesas com pessoal. Esses fatores explicam o mau desempenho do estado no pilar de Solidez Fiscal no qual ocupa somente a 24° posição tendo perdido 10 posições na edição deste ano.

O RANKING - O Ranking de Competitividade dos Estados é uma das principais ferramentas de avaliação da gestão pública do Brasil e busca pautar a atuação de líderes públicos em dez áreas-chave (Sustentabilidade Ambiental, Capital Humano, Educação, Eficiência da Máquina Pública, Infraestrutura, Inovação, Potencial de Mercado, Solidez Fiscal, Segurança Pública e Sustentabilidade Social). Disponível numa plataforma online, o ranking traz um diagnóstico completo das performances estaduais em 69 indicadores distribuídos pelas áreas-chave.

Fonte: Mato Grosso Econômico

Veja também

Reforma da previdência é importante para 66% dos empresários, revela levantamento do SPC Brasil e CNDL01/02/18Para 79% dos líderes empresariais, mudanças atuais na política econômica também são importantes Uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) com líderes empresarias dos ramos do comércio e serviços revela que a maior parte da classe empresarial avalia de forma positiva as mudanças na política econômica do atual governo. Segundo o levantamento,......
BNDES adota critérios da Lei Geral para micro e pequenas empresas26/01/17Instituição muda políticas operacionais para facilitar acesso aos empresários de pequenos negócios A partir de 30 de janeiro, o BNDES fará uma série de mudanças em suas políticas operacionais. Uma das alterações mais importantes diz respeito à adoção do critério de......

Voltar para Notícias