Aba 1

Postado em 15 de Julho de 2020 às 08h07

Ministério da Economia passa a permitir recontratação de funcionários demitidos há menos de 90 dias

Fomento (83)Alertas e Comunicados (134)Economia e mercados (154)

Em edição extra do Diário Oficial da União, a Portaria nº. 16.655/2020, publicada na tarde de hoje (14), o Ministério da Economia, através da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, deixou de considerar fraude - durante o período da pandemia - a recontratação de funcionários demitidos sem justa causa no período de 90 dias.

Agora, a recontratação do mesmo funcionário no prazo de até 90 dias da rescisão será permitida até 31 de dezembro deste ano, quando encerra o período de calamidade pública decorrente do novo coronavírus.

Para o presidente da CNDL, José César da Costa, a medida é um avanço importante para a recuperação do mercado de trabalho do país.

"O anúncio do governo vai facilitar a readmissão de funcionários que foram desligados das empresas no período em que o setor enfrentava os momentos mais severos da crise. Agora, com o processo de retomada, boa parte dessas empresas poderão novamente contar com esses colaboradores. É uma decisão importante para a retomada econômica e para a recuperação do mercado de trabalho", afirma Costa.

A portaria exige, porém, que o empregador mantenha os mesmos termos do contrato rescindido. A mudança nos termos só será permitida se houver previsão em negociação coletiva por meio do sindicato. Ou seja, será preciso manter o salário, desde que a redução não esteja prevista em acordo coletivo.

Os efeitos da medida do governo retroagem ao dia 20 de março, quando teve início a calamidade pública. Com isso, quem foi demitido a partir dessa data poderá ser recontratado.

Fonte: CNDL

Veja também

Dólar tem forte queda e fecha em R$ 4,8509/06/20 Moeda norte-americana ficou no menor patamar desde 13 de março O dólar voltou a cair forte ante o real nesta segunda-feira, renovando mínima em 12 semanas, em mais um dia de notável apetite por risco em todo o mundo diante de otimismo com a recuperação da economia global. O dólar à vista caiu 2,66%, a R$ 4,855 na venda, menor patamar desde 13 de......

Voltar para Notícias

Acesse o regulamento no anexo a seguir:

Nós utilizamos Cookies para trazer uma experiência mais relevante nas suas navegações. Para saber mais acesse nossa Política de Privacidade.