Aba 1

Postado em 17 de Março de 2014 às 12h05

MPEs têm oportunidade para pleitear subvenção à inovação tecnológica

Acenm/CDL Novo Conteúdo 02 Micro e Pequenas Empresas (MPEs) de Mato Grosso interessadas em desenvolver inovação tecnológica por meio de concessão de recursos de subvenção econômica (recursos...

Micro e Pequenas Empresas (MPEs) de Mato Grosso interessadas em desenvolver inovação tecnológica por meio de concessão de recursos de subvenção econômica (recursos não-reembolsáveis ao órgão apoiador) têm até o dia 28 de março para apresentar proposta, de acordo com o Edital 08/2013 FAPEMAT, lançado pelo Centro Tecnológico de Mato Grosso (CTMAT) da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), campus de Barra do Bugres.

Com recursos para concessão na ordem de R$180 mil a R$ 450 mil, o Programa de Subvenção Econômica tem como objetivo “apoiar projetos para o desenvolvimento de produtos (bens ou serviços) e/ou processos inovadores – novos ou significativamente aprimorados (pelo menos para o mercado nacional) – de empresas brasileiras, sediadas no Estado de Mato Grosso, visando o fortalecimento dos setores econômicos considerados estratégicos nas políticas públicas federais e aderentes à política pública de inovação do estado.” Assim, busca-se promover um significativo aumento das atividades de inovação e o incremento da competitividade das empresas e da economia do país.

Através de ofício enviado a Associação Comercial e Empresarial de Nova Mutum e Câmara de Dirigentes Lojistas (Acenm/CDL), professores do CTMAT colocaram-se à disposição dos empresários mutuenses para prestar auxílio em relação aos projetos de proposta. (Baixe o edital e o formulário para apresentação da proposta)

TEMAS
Os temas abrangidos pelo edital são: Tecnologia da Informação e Comunicação (TICs), Petróleo e Gás, Energias alternativas, Setor alimentício, Metal/Mecânica, Setor químico, Setor têxtil – confecção, Setor de reaproveitamento de resíduos urbanos, rurais e industriais.

QUEM PODE PARTICIPAR
São elegíveis micro empresas e empresas de pequeno porte brasileiras, sediadas no Estado de Mato Grosso individualmente ou em associação com outra(s) empresa(s) brasileira(s), que atendam às seguintes condições:
a) receita bruta no exercício 2012 igual ou inferior a R$ 3.600.000,00;
b) data de registro na Junta Comercial ou no Registro Civil das Pessoas Jurídicas (RCPJ) de sua jurisdição até 31/12/2012;
c) demonstrar ter efetuado qualquer atividade operacional, não-operacional, patrimonial ou financeira até 01/09/2013;
d) Não tenha sido contratada na SELEÇÃO PÚBLICA MCT/FINEP/FNDCT – Subvenção Econômica à Inovação – 01/2010;
e) Objeto social, na data de divulgação do presente Edital, que contemple atividade compatível com o desenvolvimento do projeto proposto.

VALOR SOLICITADO:
O Valor Solicitado como Subvenção Econômica na proposta deverá, obrigatoriamente, enquadrar-se entre o mínimo de R$ 180.000,00 (cem e oitenta mil reais) e o máximo de R$ 450.000,00 (quatrocentos e cinquenta mil reais).

ITENS FINANCIÁVEIS:
O valor solicitado poderá contemplar despesas de custeio de atividades associadas ao projeto, tais como:
a) concepção, definição de parâmetros e elaboração de projetos básicos e executivos;
b) desenvolvimento ou aprimoramento de novos produtos e/ou processos;
c) avaliação de desempenho, incluindo inspeção, ensaios, testes de conformidade e certificação;
d) patenteamento de soluções desenvolvidas no projeto;
Estas atividades podem ser custeadas por meio do elemento Despesas de Custeio:
a) vencimentos e obrigações patronais ( pagamento de pessoal próprio com vínculo trabalhista de acordo com as regras da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT, alocado em atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação - PD&I);
b) serviços de terceiros - pessoas físicas ou jurídicas (para execução de serviços específicos necessários à execução do projeto);
c) material de consumo (incluindo matérias-primas);
d) diárias (exclusivamente para a equipe executora do projeto) e
e) passagens (exclusivamente para a equipe executora do projeto).

PRAZO DE EXECUÇÃO
O prazo de execução do projeto deverá ser de até 24 meses, não prorrogáveis.

COORDENADOR TÉCNICO E PROFISSIONAIS DA EQUIPE EXECUTORA
O coordenador do projeto deve ter competência e experiência técnica relacionada ao tema da proposta e vínculo com a beneficiária proponente (participação como sócio ou empregado com vínculo trabalhista, de acordo com as regras da CLT).

Veja também

NOVO SIMPLES NACIONAL: veja atividades beneficiadas e alterações na lei 11/08/14 Sancionada pela presidente Dilma Rousseff no último dia 07, a Lei Complementar nº 147 alterou a Lei Complementar 123/2006, que institui o Estatuto da Micro e Pequena Empresa e dispõe sobre o Simples Nacional. As alterações serão objeto de regulamentação pelo Comitê Gestor do Simples Nacional (CGSN). O Supersimples, que unifica oito tributos em um......
Cerimônia festiva encerrou 8ª edição do Top of Mind31/10/17Mais de 100 segmentos empresariais receberam seus troféus, além do Empresário Destaque Tiago Tonello Das mãos da Miss Mato Grosso 2017, Aline Castanha Fontes, mais de cem marcas da indústria, comércio e serviços de Nova Mutum receberam seus troféus Top of Mind na noite do último sábado (28.10), na......
Inflação oficial de fevereiro fica em 0,25%12/03 Segundo IBGE, é o menor índice registrado para o mês desde 2000 O Índice Nacional de Preços aos Consumidor Amplo (IPCA), que serve como inflação oficial, ficou em 0,25%, em fevereiro. O resultado foi......

Voltar para Notícias