Aba 1

Postado em 27 de Janeiro de 2020 às 14h47

Nova Mutum: comércio e serviços lideram geração de empregos em 2019

Economia e mercados (145)
Acenm/CDL Os setores do comércio e serviços tiveram o melhor saldo de geração de empregos em Nova Mutum no ano passado. O município fechou 2019 com saldo de 248 empregos a mais, de acordo com dados do Cadastro...

Os setores do comércio e serviços tiveram o melhor saldo de geração de empregos em Nova Mutum no ano passado. O município fechou 2019 com saldo de 248 empregos a mais, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho (Caged) divulgados na semana passada.

No total, foram 8.516 admissões contra 8.268 desligamentos durante o ano. O comércio liderou com saldo positivo de 128 empregos, seguido do setor de serviços com 125 e construção civil com 112. Já os setores da agropecuária e da indústria de transformação fecharam o ano com saldo negativo, respectivamente -106 e -10.

Apesar do saldo positivo, o desempenho de Nova Mutum foi tímido comparado a outros municípios da região, como Lucas do Rio Verde, que fechou 2019 gerando 1.532 empregos a mais. Lá, o campeão foi o setor da indústria de transformação, com 536 empregos gerados a mais, seguido do setor de serviços com 497, comércio com 368 e agropecuária com 177. Sinop gerou no ano passado 2,7 mil empregos a mais, Sorriso 2,5 mil e Cuiabá 1,3 mil, conforme apurou o site Só Notícias.

O mês de dezembro foi de saldo negativo para praticamente todos os grandes municípios do Estado, incluindo Nova Mutum (485 contratações e 785 demissões; saldo -300) e Lucas (990 contratações e 1.423 demissões; saldo -433). Nenhum segmento, em dezembro, teve mais contratações.

Por: Tiago Franz | Jornalista 3621SC
Com informações: Caged e Só Notícias

Veja também

Aneel prorroga tarifas de energia de distribuidoras em MT, MS e SP08/04 Medida atende 7,1 milhões de unidades consumidoras A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu prorrogar as tarifas de energia atuais de três concessionárias: Energisa Mato Grosso, Energisa Mato Grosso do Sul e CPFL Paulista. Com isso, não será aplicado o reajuste anual previsto para este ano e continuarão valendo as tarifas definidas em 2020. A......

Voltar para Notícias

Nós utilizamos Cookies para trazer uma experiência mais relevante nas suas navegações. Para saber mais acesse nossa Política de Privacidade.