Aba 1

Postado em 16 de Outubro de 2014 às 14h56

Proibida venda de bebidas durante 2º turno em Nova Mutum e Trivelato

Acenm/CDL Novo Conteúdo 01 O Poder Judiciário, por intermédio da juíza Helícia Vitti Lourenço, da 5ª Zona Eleitoral de Mato Grosso, emitiu portaria que proíbe a venda, serventia, ingestão e...

O Poder Judiciário, por intermédio da juíza Helícia Vitti Lourenço, da 5ª Zona Eleitoral de Mato Grosso, emitiu portaria que proíbe a venda, serventia, ingestão e porte de bebida alcoólica de qualquer natureza durante o dia de votação de segundo turno à presidência da República, em Nova Mutum e também em Santa Rita do Trivelato.

A proibição é determinada para o próximo dia 26 de outubro, domingo, das 6h às 17h. A portaria, de número 03/2014 entrou em vigor no último dia 9 de outubro, data de sua publicação, e prevê prisão em flagrante aos infratores pelo crime previsto no artigo 347 do Código Eleitoral.

Veja a portaria no anexo abaixo:

_______________________________________
Assessoria de Imprensa – Acenm/CDL
Agência Folk – Comunicação Integrada
Tiago Franz – Jornalista 3621SC
Com: Diego Weber

Veja também

Tempo para abertura de empresas é reduzido quase pela metade no país21/09/20 Segundo o Ministério da Economia, o tempo para abertura de empresas no país, hoje, é de 2 dias e 21 horas, quase metade do que era em no início do ano. Segundo o Ministério da Economia, o tempo médio para abertura de uma empresa caiu quase pela metade em 20 meses, devido a medidas de simplificação decorrentes da Lei da Liberdade Econômica e da......
Senado aprova caráter permanente do Pronampe12/05 Programa concede crédito a empresas de pequeno porte O Senado aprovou hoje (11) o caráter permanente do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe). O Pronampe foi criado em maio do ano passado......

Voltar para Notícias

Acesse o regulamento no anexo a seguir:

Nós utilizamos Cookies para trazer uma experiência mais relevante nas suas navegações. Para saber mais acesse nossa Política de Privacidade.