Aba 1

Postado em 12 de Maio de 2020 às 14h28

Todas as 5 atividades de serviços registraram perdas em março ante fevereiro

Alertas e Comunicados (105)Economia e mercados (106)

A maior queda da atividade ocorreu nos serviços prestados às famílias

Por Agência Estado

Em meio à pandemia do novo coronavírus, todas as cinco atividades de serviços registraram perdas em março ante fevereiro, segundo os dados da Pesquisa Mensal de Serviços, informou nesta terça-feira, 12, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os destaques foram o tombo de 31,2% nos serviços prestados às famílias, o recuo mais intenso da série histórica, e a queda de 9,0% nos transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio, a segunda perda mais intensa já registrada, atrás apenas da redução de 9,5% vista em maio de 2018 em função da greve dos caminhoneiros.

As pressões negativas mais intensas nesses segmentos foram das empresas do ramo de alojamento e alimentação (-33,7%) e das empresas de transporte aéreo (-27,5%) e transporte terrestre (-10,6%).

Na passagem de fevereiro para março, os serviços profissionais, administrativos e complementares caíram 3,6%, acumulando uma perda de 7,6% nos últimos seis meses. A atividade de informação e comunicação encolheu 1,1%, com queda de 3,2% acumulada entre janeiro e março deste ano.

Já o setor de outros serviços diminuiu 1,6% em março ante fevereiro, eliminando parte do ganho de 8,3% acumulado entre setembro de 2019 e março de 2020.

FONTE: Infomoney

Veja também

Mais de 290 mil acordos de redução salarial ou suspensão de trabalho são registrados13/04/20 Dados do Ministério da Economia mostram que mais de 290 mil acordes de redução de jornada e salário ou suspensão de contratos foram protocolados até semana passada. O número de acordos entre patrão e empregado para redução de jornada, com corte proporcional de salário, ou suspensão temporária do contrato na crise do novo......

Voltar para Notícias