Aba 1

Postado em 19 de Fevereiro às 14h53

Trabalho em domingos e feriados tem novidades

Alertas e Comunicados (129)Jurídico e Tributário (116)

O Ministério da Economia, por meio da Portaria da Secretaria Especial da Previdência e Trabalho nº 1.809, publicada no Diário Oficial da União de 18 de fevereiro, atualizou a relação de atividades com autorização permanente para trabalho aos domingos e nos feriados - tanto civis quanto religiosos - no que diz respeito ao artigo 68, parágrafo único, da Consolidação das Leis do Trabalho - CLT.

Neste aspecto, as novidades, que passam a vigorar a partir de 1º de março de 2021, são as seguintes:

Na indústria, estão autorizados ao funcionamento aos domingos e feriados:

  • Laticínios; excluídos os serviços de escritório.
  • Frio industrial, fabricação e distribuição de gelo; excluídos os serviços de escritório.
  • Purificação e distribuição de água (usinas e filtros); excluídos os serviços de escritório.
  • Produção, transmissão e distribuição de energia elétrica, excluídos os serviços de escritório, mas incluídos: o fornecimento de suprimentos para o funcionamento e a manutenção das centrais geradoras e dos sistemas de transmissão e distribuição de energia; e as respectivas obras de engenharia.
  • Produção e distribuição de gás; com exceção dos serviços de escritório.
  • Serviços de esgotos, excluídos os serviços de escritórios.
  • Confecção de coroas de flores naturais.
  • Pastelaria, confeitaria e panificação em geral.
  • Indústria do malte; suprimidos os serviços de escritório.
  • Indústria do cobre eletrolítico, de ferro (metalúrgica), de alumínio e do vidro; excluídos os serviços de escritório.
  • Turmas de emergência nas empresas industriais, instaladoras e conservadoras de elevadores e cabos aéreos.
  • Trabalhos em curtumes [operações de processamento do couro cru e, por extensão, ao local onde este processamento é feito]; com exceção dos serviços de escritório.
  • Alimentação de animais destinados à realização de pesquisas para preparo de soro e outros produtos farmacêuticos.
  • Siderurgia, fundição, forjaria, usinagem (fornos acesos permanentemente); excluídos os serviços de escritório.
  • Lubrificação e reparos do aparelhamento industrial (turma de emergência).
  • Indústria moageira, usinas de açúcar e de álcool, do papel e imprensa, cimento em geral, refino do petróleo e indústria petroquímica; excluídos os serviços escritório.
  • Indústria de acumuladores elétricos, porém unicamente nos setores referentes a carga de baterias, moinho e cabine elétrica e de de extração de óleos vegetais comestíveis, bem como de biodiesel; excluídos todos os demais serviços.
  • Processamento de hortaliças, legumes e frutas.
  • Indústria do vinho, do mosto de uva, dos vinagres e bebidas derivados da uva e do vinho, excluídos os serviços de escritório.
  • Indústria aeroespacial, de beneficiamento de grãos e cereais, de artigos e equipamentos médicos, odontológicos, hospitalares, de laboratórios, de higiene, de medicamentos e de insumos farmacêuticos e vacinas.
  • Indústria de carnes e seus derivados (abate, processamento, armazenamento, manutenção, higienização, carga, descarga, transporte e conservação frigorífica), excluídos os serviços de escritório.

Além desses, a Portaria contempla, a partir de 1º de março, a autorização às seguintes indústrias: de cerâmica; têxtil; tabaco; borracha; de fabricação de chapas de fibra e madeira; de gases industriais e medicinais; de extração de carvão, todas excluindo, obrigatoriamente, os serviços de escritório. Já os empregados da indústria do chá podem ser convocados ao trabalho normalmente aos domingos e feriados, incluindo os serviços de escritório

Também estão contempladas na medida as fábricas: do papel e papelão, no setor de purificação e alvejamento, incluídas as operações químicas propriamente ditas e as de supervisão e manutenção; químicas; de alimentos e de bebidas; de peças e acessórios para sistemas motores de veículos; e, por fim, das atividades de produção, distribuição, comercialização, manutenção, reposição, assistência técnica, monitoramento e inspeção de equipamentos de infraestrutura, instalações, máquinas e equipamentos em geral, incluídos elevadores, escadas rolantes e equipamentos de refrigeração e climatização.

Comércio

A Portaria disciplina que podem atuar no comércio, aos domingos e feriados, os estabelecimentos dos seguintes segmentos varejistas: de peixe; de carnes frescas e caça; de frutas e verduras; de aves e ovos; de produtos farmacêuticos (farmácias, inclusive manipulação de receituário). A autorização também é dada a venda de pães e biscoitos, flores e coroas, às barbearias e salões de beleza; entrepostos de combustíveis, lubrificantes e acessórios para automóveis (postos de gasolina); locadores de bicicletas e similares; hotéis e similares (restaurantes, pensões, bares, cafés, confeitarias, leiterias, sorveterias e bombonerias); casas de diversões; inclusive estabelecimentos esportivos em que o ingresso seja pago; limpeza e alimentação de animais em estabelecimentos de avicultura; feiras-livres e mercados, comércio varejista de supermercados e de hipermercados, cuja atividade preponderante seja a venda de alimentos, inclusive os transportes a eles inerentes; e porteiros e cabineiros de edifícios residenciais.

Fonte: Portal Dedução

Veja também

MP 936/2020: Pode suspender contrato de gestante?27/04/20 A MP 936/2020 flexibiliza regras para reduções salariais e suspensão de contrato de trabalho. Especialista alerta para os casos das gestantes. A MP 936/2020 permitiu a suspensão do contrato de trabalho por meio de acordo individual escrito entre empregador e empregado, que deve ser encaminhado com antecedência mínima de, dois dias corridos, do início da......

Voltar para Notícias

Nós utilizamos Cookies para trazer uma experiência mais relevante nas suas navegações. Para saber mais acesse nossa Política de Privacidade.