Aba 1

Postado em 30 de Novembro de 2020 às 14h58

Acenm/CDL aponta alta na geração de empregos e queda nas vendas do comércio

Economia e mercados (144)
Acenm/CDL Confira o relatório econômico para Nova Mutum referente a outubro Nova Mutum fechou o mês de outubro de 2020 com sado positivo de 106 novos empregos. Já as vendas do comércio tiveram queda de 6,03%...

Confira o relatório econômico para Nova Mutum referente a outubro

Nova Mutum fechou o mês de outubro de 2020 com sado positivo de 106 novos empregos. Já as vendas do comércio tiveram queda de 6,03% em relação a outubro de 2019. Os dados foram levantados pela Acenm/CDL, que tem elaborado mensalmente um relatório econômico sobre Nova Mutum.

“É importante esclarecer que o relatório de determinado mês é divulgado apenas no último dia do mês subsequente, porque é nesta data que o Caged [Cadastro Geral de Empregados e Desempregados] fecha o seu relatório de geração de empregos. Nós temos acompanhado os números e editado mensalmente o nosso próprio relatório, o complementado com dados do comércio fornecidos pelo SPC Brasil, do qual somos representantes locais, e eventualmente outras entidades como a Prefeitura de Nova Mutum”, explica o gerente administrativo da Acenm/CDL, Rodrigo Rigoni.

GERAÇÃO DE EMPREGOS - O saldo de 106 novos empregos é resultado da diferença entre as 786 admissões e as 680 demissões ocorridas em outubro. Destaque para os setores do comércio – que fechou com saldo de 52 postos de trabalho criados – e serviços – que fechou com 51. O maior saldo negativo foi da agropecuária, que fechou com menos 17. O Estado de Mato Grosso fechou com saldo positivo de 6.783, também com destaque para comércio e serviços.

“Essa alta nos empregos se deve à alta do consumo, que foi estimulado durante os meses de maio a setembro. Com o consumo em alta, automaticamente as empresas ofertam mais postos de trabalho. Sem contar que estamos nos aproximando do período de festas de final de ano, quando o consumo continua aquecido por conta do décimo terceiro salário”, analisa o presidente da Acenm, Joelmir Faccio.

RITMO DE VENDAS - Outubro foi considerado, pelo comércio, um mês fraco. Apresentou queda de -6,03% no ritmo de vendas em relação a outubro de 2019, e queda de 3,51% em relação ao mês anterior (setembro de 2020). “Isso já era esperado, uma vez que os repasses da ajuda emergencial diminuíram e a inflação dos produtos da cesta básica dispararam, como é o caso da carne e do arroz. Essa inflação tira poder de compra do consumidor”, expõe o presidente da CDL Nova Mutum, Roberto Giequelin.

Por: Tiago Franz | Jornalista 3621SC | Ascom - Acenm/CDL
Foto: Kacio Hentique

Veja também

Confira pagamentos e tributos adiados ou suspensos durante pandemia19/05/20 Medidas visam a diminuir impacto da covid-19 sobre economia Terminar o mês escolhendo quais boletos pagar. Essa virou a rotina de milhões de brasileiros que passaram a ganhar menos ou perderam a fonte de renda por causa da pandemia do novo coronavírus. Para reduzir o prejuízo, o governo adiou e até suspendeu diversos pagamentos esse período. Tributos e......

Voltar para Notícias

Nós utilizamos Cookies para trazer uma experiência mais relevante nas suas navegações. Para saber mais acesse nossa Política de Privacidade.