Aba 1

Postado em 02 de Junho de 2014 às 13h39

Diretores da Acenm/CDL reivindicam com comitiva investimentos à segurança pública de Nova Mutum

Acenm/CDL Novo Conteúdo 02 Buscando cada vez mais garantir condições favoráveis para o exercício das atividades da classe comercial e empresarial de Nova Mutum, os representantes da Associação Comercial e...

Buscando cada vez mais garantir condições favoráveis para o exercício das atividades da classe comercial e empresarial de Nova Mutum, os representantes da Associação Comercial e Câmara de Dirigentes Lojistas da cidade (Acenm/CDL), Carlos Alexandre Saito e Rodrigo Rigoni, respectivamente, se juntaram à comitiva mutuense, no último dia 27, em uma reunião com o secretário Estadual de Segurança Pública, Alexandre Bustamante dos Santos. Na ocasião, reivindicaram expressivos investimentos para auxiliar a garantia da segurança da classe.

A busca por respostas foi motivada pela incidência expressiva de registros de assaltos e furtos aos estabelecimentos, além de tentativas e assassinatos que estão sendo investigados em Nova Mutum. “O governo não devolve em investimentos em segurança toda a arrecadação que nós geramos, e ainda por cima utiliza a receita das taxas de segurança como a Taseg e a Tacin, que deveria ser revertida para a segurança pública, para pagar outras despesas da administração. Estamos cansados de receber tanta cobrança e não ter retorno, porque na hora de cobrar o Estado é rigoroso”, disse um dos empresários, com apoio da classe em recente encontro promovido pela Acenm/CDL, que debateu a questão das regularizações de estabelecimentos e prevenção de incêndio.

“Inicialmente constatamos boa vontade e franqueza por parte do gestor da pasta estadual. Ele se mostrou ciente da nossa situação em Nova Mutum e ainda adiantou detalhes de outras regiões que também estão sofrendo com a alta na criminalidade. Foi franco ao afirmar que a prioridade é a realização da Copa do Mundo em Cuiabá e que somente após isto o interior do Estado irá receber mais atenção no setor de segurança pública. Mesmo estando de mãos atadas por conta dessas afirmações nós não vamos parar de cobrar e buscar formas de melhorar a segurança da classe empresarial e comercial de nossa cidade”, afirmou Rigoni.

Ainda durante a reunião ficou firmado o compromisso de destinação de mais duas viaturas para a Polícia Militar, material de expediente para a Polícia Judiciária Civil e investimentos também à Companhia de Bombeiros, além de uma visita in loco do próprio secretário Estadual de Segurança Pública à cidade e região.

“Sabemos exatamente como nossa classe empresarial e comercial está sofrendo com essa situação. Não iremos admitir descaso ou desatenção nesse aspecto principalmente pela carga tributária imposta a nós neste País. Sabemos o que significa o mundial para o Estado matogrossense, mas apenas declarações não nos deixam satisfeitos. Vamos continuar buscando e reivindicando condições compatíveis as taxas impostas a classe comercial e empresarial, garantindo-lhes assim condições para o exercício de suas funções”, enfatiza Saito.

A comitiva mutuense que participou da reunião é formada ainda por representantes do Conselho Municipal de Segurança Pública e vereadores.

_______________________________________
Assessoria de Imprensa – Acenm/CDL
Agência Folk – Comunicação Integrada
Tiago Franz – Jornalista 3621SC
Com: Diego Weber

Veja também

Publicado decreto que regulamenta o trabalho temporário17/10/19 O documento foi assinado pelo presidente Jair Bolsonaro ontem e publicado nesta terça (15), no Diário Oficial da União O decreto que regulamenta o trabalho temporário, e que trata a Lei nº 6.019, de 3 de janeiro de 1974, está publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira (15). O documento assinado nessa segunda-feira (14) pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, define trabalho temporário como......
Aumento do ICMS em MT vai deixar produtos mais caros em 2020, dizem empresários27/12/19 Empresários de vários setores disseram que vão repassar aumento aos consumidores, um deles é o de medicamentos. Remédios vendidos no estado podem encarecer entre 18% e 37%, segundo o Sindicato das Farmácias. Por Leandro Maia, TV Centro América A partir......
Mulheres lotam auditório da Acenm/CDL em primeiro evento após reforma06/03/20Empresária Nubiana Oliveira ministrou palestra alusiva à Semana da Mulher para cerca de 200 empresárias e colaboradoras de empresas locais. A Acenm/CDL, em parceria com a FCDL-MT, realizou na noite de ontem (5) a palestra “Não sou Mulher Maravilha, mas posso ser maravilhosa”, com a empresária e coaching Nubiana Oliveira, de Minas Gerais. O evento em alusão a......

Voltar para Notícias

Acesse o regulamento no anexo a seguir:

Nós utilizamos Cookies para trazer uma experiência mais relevante nas suas navegações. Para saber mais acesse nossa Política de Privacidade.