Aba 1

Postado em 05 de Abril às 08h25

Endividamento das famílias volta a crescer e atinge 2º maior patamar em 11 anos, aponta CNC

Inadimplência (11)Economia e mercados (144)

Segundo a pesquisa mensal da CNC, o total de endividados ficou em 67,3% em março, acima dos 66,7% um mês antes.

A parcela de famílias endividadas em março atingiu o segundo maior patamar em 11 anos, conforme a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que anunciou.

No levantamento, a fatia de famílias endividadas ficou em 67,3%, acima de 66,7% em fevereiro, e superior a de março de 2020 (66,2%). De acordo com a entidade, a parcela é a segunda maior proporção da série histórica do índice, iniciado em janeiro de 2010, abaixo apenas do percentual apurado em agosto de 2020 (67,5%).

Em contrapartida, a CNC apurou que a parcela de famílias endividadas com débitos em atraso ficou em 24,4% em março, abaixo de fevereiro (24,5%) e de março do ano passado (25,3%).

Entre as famílias endividadas com compromissos em atraso e sem condições de pagar suas dívidas, o porcentual ficou em 10,5%, igual ao de fevereiro, mas acima de março do ano passado (10,2%).

Ainda de acordo com a Peic, a parcela de renda mensal comprometida com dívidas diminuiu de 30,2% para 30,1% entre fevereiro e março, mas acima de igual mês em 2020 (30%).

Em comunicado, a economista da CNC responsável pelo estudo, Izis Ferreira, afirmou que as famílias podem estar usando crédito para complementar a renda. "Por outro lado, a mudança de trajetória na política monetária, com aumento dos juros, fará com que as famílias adotem ainda mais rigor na contratação de dívidas?, comentou a economista, no informe sobre o indicador.

Fonte: com informações do Valor

Veja também

Comércio mutuense e Ministério Público abordam a Covid-19 em reunião04/05/20Acenm/CDL reuniu seus diretores para alinhar políticas de controle à doença junto ao promotor de Justiça Local e autoridades municipais Cerca de 30 diretores da Acenm e da CDL Nova Mutum participaram de uma reunião com o Promotor de Justiça Henrique de Carvalho Pugliesi na manhã desta segunda-feira (04/05), no auditório das entidades, para tratar da legislação relacionada à prevenção da Covid-19, especialmente no que diz respeito ao setor empresarial. Participaram também a......

Voltar para Notícias

Nós utilizamos Cookies para trazer uma experiência mais relevante nas suas navegações. Para saber mais acesse nossa Política de Privacidade.