Aba 1

Postado em 14 de Janeiro de 2019 às 16h35

Facmat alerta empresários excluídos do Simples Nacional para solicitar reenquadramento

Acenm/CDL Facmat alerta empresários excluídos do Simples Nacional para solicitar reenquadramento Empresários de Mato Grosso devem ficar atentos com a possibilidade de exclusão do Simples Nacional, devido...

Facmat alerta empresários excluídos do Simples Nacional para solicitar
reenquadramento


Empresários de Mato Grosso devem ficar atentos com a possibilidade de exclusão do
Simples Nacional, devido a débitos existentes com a Receita Federal, Secretaria de
Estado de Fazenda (Sefaz/MT) ou municípios. O alerta é feito pela Federação das
Associações Comerciais e Empresariais de Mato Grosso (Facmat) aos empreendedores
e filiados às Associações Comerciais do Estado.
De acordo com a Receita Federal, 716.948 devedores que respondem por dívidas que
totalizam R$ 19,5 bilhões foram notificados no país no ano passado. Em Mato Grosso, a
Sefaz informa que excluiu 2.380 microempresas (ME) e empresas de pequeno porte
(EPP) do Simples Nacional em débito com o fisco estadual que somam R$ 88 milhões.
Segundo o consultor contábil da Facmat, Clayton Leão, para o empresário retornar ao
Simples Nacional é necessário formalizar uma nova solicitação, que já está aberta no
portal da Receita Federal. Para ser habilitada novamente no programa, a empresa deve
quitar os débitos existentes com o fisco. Pela legislação, o retorno não é automático,
após a regularização da dívida.
“Os empreendedores devem acessar a página do Simples Nacional, dentro do portal da
Receita Federal e verificar a situação cadastral de sua empresa. Caso esteja descrito
‘excluído’, entre em contato com o profissional contábil para que lhe oriente a resolver os
problemas que levaram a exclusão, seja nas esferas federal, estadual e ou municipal.
Repita esta consulta, no mínimo, duas vezes, pois já ocorreram casos de exclusão no
final do mês de janeiro, é preciso ficar atento", reitera Leão.


Havendo alguma pendência, a empresa terá que regularizar e solicitar o enquadramento
no Simples Nacional até o dia 31 de janeiro deste ano.

Veja também

Sefaz suspende inscrição estadual de empresas que não aderiram ao Domicilio Tributário Eletrônico28/02/20 O Domicílio Tributário Eletrônico (DTE) é obrigatório para todas as empresas, com exceção do Microempreendedor Individual (MEI) Por Lorena Carvalho | Sefaz MT Mais de 20 mil empresas, inscritas no Cadastro de Contribuintes do Estado (CCE), não aderiram ao Domicílio Tributário Eletrônico (DTE) e podem ter sua inscrição......

Voltar para Notícias

Acesse o regulamento no anexo a seguir:

Nós utilizamos Cookies para trazer uma experiência mais relevante nas suas navegações. Para saber mais acesse nossa Política de Privacidade.