Aba 1

Postado em 15 de Julho de 2020 às 08h07

Ministério da Economia passa a permitir recontratação de funcionários demitidos há menos de 90 dias

Fomento (77)Alertas e Comunicados (129)Economia e mercados (144)

Em edição extra do Diário Oficial da União, a Portaria nº. 16.655/2020, publicada na tarde de hoje (14), o Ministério da Economia, através da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, deixou de considerar fraude - durante o período da pandemia - a recontratação de funcionários demitidos sem justa causa no período de 90 dias.

Agora, a recontratação do mesmo funcionário no prazo de até 90 dias da rescisão será permitida até 31 de dezembro deste ano, quando encerra o período de calamidade pública decorrente do novo coronavírus.

Para o presidente da CNDL, José César da Costa, a medida é um avanço importante para a recuperação do mercado de trabalho do país.

"O anúncio do governo vai facilitar a readmissão de funcionários que foram desligados das empresas no período em que o setor enfrentava os momentos mais severos da crise. Agora, com o processo de retomada, boa parte dessas empresas poderão novamente contar com esses colaboradores. É uma decisão importante para a retomada econômica e para a recuperação do mercado de trabalho", afirma Costa.

A portaria exige, porém, que o empregador mantenha os mesmos termos do contrato rescindido. A mudança nos termos só será permitida se houver previsão em negociação coletiva por meio do sindicato. Ou seja, será preciso manter o salário, desde que a redução não esteja prevista em acordo coletivo.

Os efeitos da medida do governo retroagem ao dia 20 de março, quando teve início a calamidade pública. Com isso, quem foi demitido a partir dessa data poderá ser recontratado.

Fonte: CNDL

Veja também

9 em cada 10 micro e pequenas indústrias não conseguiram acesso a crédito04/06/20 Dificuldade para obter empréstimo se reflete também na taxa de desemprego: 28% dessas indústrias já tiveram que demitir funcionários Foto: Paula Forster/CNN O empresário paulista Humberto Gonçalves é dono da Tec Stam, uma pequena indústria de parafusos, porcas e arruelas localizada no bairro da Mooca. Há mais de 25 anos no mercado, e......

Voltar para Notícias

Nós utilizamos Cookies para trazer uma experiência mais relevante nas suas navegações. Para saber mais acesse nossa Política de Privacidade.