Aba 1

Postado em 20 de Agosto de 2015 às 11h35

Sedec-MT quer atrair indústrias com nova lei de incentivos

No embalo das mudanças, Acenm/CDL defende a formação de um novo polo industrial em Nova Mutum

Acenm/CDL No embalo das mudanças, Acenm/CDL defende a formação de um novo polo industrial em Nova Mutum Até o final do ano, o Programa de Desenvolvimento Industrial e Comercial de Mato Grosso (Prodeic) deverá ser substituído...

Até o final do ano, o Programa de Desenvolvimento Industrial e Comercial de Mato Grosso (Prodeic) deverá ser substituído pelo Programa de Desenvolvimento Industrial – Investe Mato Grosso (Investe-MT). Começando do zero, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec-MT) tem a intenção de atrair novas indústrias na seção B e C da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) – setores de transformação – e assim aumentar a base de arrecadação de ICMS, o que dará fôlego aos cofres do Estado para realização da reforma tributária pretendida pelo governo.

Para discutir o assunto, a Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Mato Grosso (Facmat), enquanto integrante do Conselho de Desenvolvimento Empresarial (Cedem) da Sedec-MT, reuniu em sua sede, no final de julho, presidentes de associações comerciais e a equipe da Sedec, capitaneados pelo secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Seneri Kernbeis Paludo. Presente na reunião, o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Nova Mutum (Acenm), Jimmy Huppes, reporta que a Sedec foi bastante receptiva a opiniões e que os apontamentos dos empresários geraram algumas alterações na Proposta de Minuta da nova lei de incentivos.

Conforme o novo programa, as indústrias interessadas em acessar os incentivos deverão atentar a uma série de fatores que contam pontos e definem o tamanho do desconto no ICMS, podendo chegar a 85% por um período de até 15 anos. Um dos planos do governo é formar novos polos de desenvolvimento industrial por todo o Estado, favorecendo as vocações de cada região.

Paralelamente a nova lei de incentivos, o Estado planeja investir em capacitação de mão de obra e em infraestrutura – energia elétrica, rodovias estaduais e outras áreas – que são os pontos fracos do Mato Grosso na atratividade de indústrias.

NOVA MUTUM – Em vista das novas possibilidades colocadas pelo governo estadual, a Acenm/CDL defende a ideia de que Nova Mutum deve se antecipar e preparar-se para formar no município um dos polos de desenvolvimento industrial. “Para isso, estamos em conversa com o governo municipal, propondo medidas e encaminhamentos. Já existe um projeto para um novo distrito industrial no município, obedecendo ao novo Plano Diretor, mas ainda há muita coisa que pode ser feita para melhorar a nossa atratividade”, expõe Huppes.

REFORMA TRIBUTÁRIA – A reforma tributária do Estado deverá ser apresentada ao governador pela Sedec até o final do ano. Aumentando a arrecadação, o governo poderá mexer em alíquotas que hoje são “intocáveis” – em função do equilíbrio das contas do Estado –, como a do diesel e a da energia elétrica. Assim, esses produtos ficarão mais competitivos e o Mato Grosso ficará ainda mais atrativo em todos os setores.

_______________________________________
Assessoria de Imprensa – Acenm/CDL
Agência Folk – Comunicação Integrada
Tiago Franz – Jornalista 3621SC

Veja também

Cheques clonados vitimam lojistas de Nova Mutum11/06/14Golpista faz compras com a intenção de pegar o troco do cheque em dinheiro A Associação Comercial e Empresarial de Nova Mutum e Câmara de Dirigentes Lojistas (Acenm/CDL) emite novo alerta aos comerciantes do município. Um estelionatário está aplicando golpes em lojistas através de cheques clonados. Neste início de junho, pelo menos duas empresas já foram vitimadas. Diante das ocorrências, a Acenm/CDL orienta os......
ALVARÁ DOS BOMBEIROS: ampliado diálogo para regularização de edificações 15/05/14Reunião esclarece prazos e exigências para obtenção do APCIP e instituições ampliam esforços para auxiliar as empresas a se regularizarem Em reunião realizada na noite da última terça-feira (13), no auditório da Acenm/CDL, empresários, lideranças locais e o comando do Corpo de Bombeiros discutiram soluções para as dificuldades encontradas......

Voltar para Notícias

Acesse o regulamento no anexo a seguir:

Nós utilizamos Cookies para trazer uma experiência mais relevante nas suas navegações. Para saber mais acesse nossa Política de Privacidade.